• CERES

Ciclo: Reestruturação e realinhamento

A cada dia, a velocidade do mundo aumenta. Isso porque a influência do digital sobre o real, entre outros fatores, faz com que nosso cotidiano ganhe celeridade, permitindo que as mudanças sociais aconteçam em menos tempo.

Uma espécie de “proto-reestruturações” acontecem diariamente, e alterações que levariam 20, 30, 50 anos são inciadas e ganham corpo em dois, cinco ou oito anos. A primavera árabe, por mais que muitos não gostem do termo, principalmente os envolvidos nos movimentos políticos dessas nações, apresentou muitos de seus resultados em um espaço de tempo muito curto (seis anos).

A invasão do Iraque por EUA e Reino Unido, há 13 anos, ou do Afeganistão, há 14 anos, também já apresentam os efeitos de seus resultados. O Estado Islâmico não nos deixa mentir. Mais do que isso, essas consequências atravessam o mundo causando suas alterações em pouco tempo.

A ascensão de Donald Trump nos EUA, os “sustos” de Marine Le Penn na França e a iminente saída do Reino Unido da União Europeia – para citar apenas alguns exemplos – são, em partes, efeitos colaterais das grandes migrações, originadas pelos seguidos atos violentos no Oriente Médio. E o período levado para que ocorressem também foi curto – os mesmos 14 anos a partir da invasão do Afeganistão e os 13 anos da entrada das forças de coalizão no Iraque.

Soma-se a essa velocidade os inúmeros questionamentos: Qual é o modelo ideal de democracia? É necessário ajudar ou não um povo envolvido em um conflito interno e cheio de vítimas? O crescimento de discursos conservadores irá continuar? Chegará ao poder em quantas nações? Como revertê-lo ou como torná-lo mais brando? Em meio às crises, a união entre países será mantida ou fronteiras serão fechadas?

Se unirmos esses fatores temos a seguinte situação: não existe uma potência hegemônica, não há respostas concretas para os problemas, não existem líderes carismáticos e agregadores o suficiente para pacificar relações (internas e externas) e formular políticas que tragam a estabilidade (tão pedida, mas tão distante).

O NEMRI – Núcleo de Estudos Multidisciplinar de Relações Internacionais convida a todos a participar do nosso novo ciclo de estudos “Reestruturação e Realinhamento” para encontrar caminhos até as respostas e explicações para os conflitos vividos. Esperamos que todos participem dessa discussão para construir conhecimento ao lado de pesquisadores, investigadores, colaboradores e autores que estudam o tema.

Bons estudos!

#GuerrasnoOrienteMédio #núcleodeestudosmultidisciplinardeRelaçõesInternacionais #mudançassociais #discursosconservadores #crisepolítica #instabilidade #movimentospolíticos #conflitosétnicosereligiosos #políticaexternaeinterna #democracia #RelaçõesInternacionais #Criseeconômica #NemriSP #Terrorismo #CicloReestruturaçãoeRealinhamento #NEMRIFESPSP

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo